Jericoacoara, 16 de abril de 2018.

Olá!

Hoje tive de acordar bem cedo para ir para Jeri. O carro que ia me levar, passaria entre 7h e 7h30. O café é servido às 8h no hotel, mas me deram um pedaço de bolo e uma xícara de café com leite.

No carro só estávamos eu, um menino dono de em hostel em Parnaíba e o motorista. Fomos conversando sobre viagens no caminho até chegarmos a um restaurante na lagoa. Poderíamos escolher entre ficar na lagoa ou ir para Jeri. Descobri que o mais famoso em Jeri é a lagoa e não a praia, então, fiquei lá (economizaria uma ida à lagoa e o valor da jardineira). O tempo estava nublado, mas a água estava quente. Almocei um peixe com molho e castanhas que estava ok e fiquei numa rede até chegar a jardineira que ia me levar a Jeri. Jardineiras são 4×4 em que colocam uns bancos na caçamba e levam pelas dunas de Jijoca até Jericoacoara.

Chegando na vila, param na entrada onde você precisa pagar uma taxa de permanência de R$ 5,00 por dia por pessoa. Daí levam cada pessoa à sua pousada. A minha se chama Villa Caju e gostei. Tem um valor ok e duas piscinas. Cada suíte tem uma varanda com mesinha e rede. Fica ao lado da Padaria Santo Antônio, famosa por abrir de madrugada. Deixei minhas coisas no quarto (o ruim é que com o rolo da disponibilidade do transporte, tive de adicionar uma diária, mas o quarto não estava disponível e vou precisar trocar de quarto amanhã) e fui para a piscina. Fiquei conversando com um casal de Recife e foi bem legal. Também conversei com a recepção para reservar os passeios.

Tomei um banho e fiquei de boa um pouco. Daí fui dar uma volta pela vila. Só tem lojas e restaurantes. Passei na padaria, que agora não abre só à noite, mas fica aberta o dia todo. Pedi o pão de chocolate, que estava ruim. Ele havia sido requentado e ficou muito duro, nem comi inteiro. Acho que precisa ir de madrugada mesmo para comer o pão fresco.

Andei pelas lojinhas e depois segui a dica de uma amiga e fui a um restaurante chamado Serafim. A comida era boa, mas não fantástica, achei o peixe um pouco sem sal (depois descobri que aqui em Jeri eles temperam pouco o peixe para sentir bem o gosto da carne. Também descobri que o forte do Serafim são os hambúrgueres). A sobremesa era fantástica. Pedi um brigadeiro com recheio de cupuaçu e castanha que, nossa, elevou o conceito do bombom de cupuaçu. Era muito bom e acho que vale a pena pagar R$ 13,00 (não sempre, é claro, mas vale experimentar).

Começou a chover enquanto eu estava comendo. Choveu muito forte. O restaurante fica numa descida e a água começou a correr como se fosse um rio, foi impressionante. Depois de um tempo, a chuva parou e voltei para o hotel. Comecei a ver Desventuras em Série.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: