Mateiros, 28 de setembro de 2018.

Olá!

Hoje acordei umas 8h30. A Mari e o Marcelinho tinham ido fazer a trilha da Serra do Espírito Santo, não recomendada a pessoas sedentárias, logo, fiquei dormindo na pousada. Tomamos café todos juntos e eles disseram que a vista de lá é linda e nos mostraram fotos. O café teve direito a caju colhido na hora. Na pousada tem vários pés de caju.

DSCN2098

Depois do café, fomos à Cachoeira da Formiga. Pensa num lugar bonito. A cachoeira é bonita e depois tem uma parte que parece uma piscina. A cor é linda!! Ficamos lá toda a manhã porque fomos à duna ontem, então, hoje temos mais tempo para curtir a cachoeira e os fervedouros que vamos visitar à tarde. A água é muito boa e relaxamos bastante na cachoeira.

DSCN2152

Almoçamos e fomos ao nosso primeiro Fervedouro: Buritizinho. Ele é bem pequeno e um pouco fundo (mas dá pé) e você não sente tanto a nascente, só vê umas bolhas pequenas. A cor da água… meu Deus, é lindo. Jalapão definitivamente entra na lista de lugares mais bonitos que já visitei.

DSCN2196

Depois, fomos ao Fervedouro do Seiça (é o nome do cara, todos os fervedouros ficam dentro de propriedades privadas. Eles tentam conservar, tem plaquinhas dizendo que é proibido entrar com protetor solar, repelente, comida, shampoo e essas coisas, mas na verdade não vi ninguém fiscalizando, o que é ruim, porque podemos destruir todas essas belezas naturais). Lá sim, se tem a sensação única de um fervedouro. Você entra na água e vai caminhando, quando chega na parte da nascente, seu pé afunda e dá um desespero porque você pisa e não tem chão, parece que você está pisando numa nuvem, mas você não afunda e o desespero passa e você tem uma sensação estranha e boa. Uma dica do nosso guia foi entrar correndo (quando você for a um fervedouro pela primeira vez, faça isso, entre correndo). Demos sorte de estar vazio e pudemos ficar lá bastante tempo. Quando tem fila, você fica uns 15 minutos e precisa sair. O ruim era a quantidade de mosquitos. Regularmente, tínhamos de mergulhar para não sermos picados. Ficamos brincando um tempão, tentando nos afundar uns aos outros. Ah, aqui é quase o paraíso.

Na volta, pensamos em ir a mais um fervedouro, mas nosso guia disse que não compensava muito porque ia ter mosquitos e não íamos ficar muito tempo. Então, paramos na cidade para tomar um sorvete (Marcelinho patrocinando meus sorvetes! Muito obrigada!!). Daí, voltamos para a pousada. Na hora do banho, caiu um quilo de areia do meu biquíni :O

Ficamos conversando esperando o jantar e tinha um pirarucu frito que estava uma delícia! Daí, ficamos conversando com a Joana, a moça que cozinhou para nós. Ela é uma comédia e contou várias coisas sobre a vida em Mateiros.

Antes de dormir, fiquei um tempo na rede lendo, esperando a lua sair detrás das nuvens para dar uma olhada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: