Macapá, 22 de agosto de 2018.

Olá!

Hoje acordei antes das 9h para não perder o café. Não tinha tapioca 😦 então comi pão com ovo e mingau de banana \o/ (preciso aprender a fazer mingau de banana…).

Daí, voltei para o quarto, li notícias e decidi escrever mais um pouco.

Fui almoçar no restaurante O Estaleiro, que muitos blogs indicavam. Apesar de estar no Google que estava aberto, ele estava fechado. Abre só para o jantar durante a semana e para o almoço no fim de semana. Daí, o motorista do Uber foi muito legal comigo e me levou ao Sarney, uma churrascaria por quilo. A comida estava boa, comi um peixe chamado filhote e pescada.

Quando acabei de almoçar, fui para o Trapiche para ver se me deixavam passar pela parte interditada para ter a vista de Macapá, mas não deixaram, então, só tirei umas fotos e tomei um sorvete no barzinho que fica lá (o da Marvim e o da Santa Clara são melhores). Fiquei por lá lendo e voltei para o hotel para esperar o Érico.

O Érico veio me buscar lá pelas 16h e fomos ao Curiau, um bairro quilombola daqui que tem criação de búfalo e um balneário. Não tomamos banho, apenas fomos conhecer. O balneário é pequeno e hoje não tinham muitas pessoas. Não dá para depender de Uber por lá porque o sinal do celular é bem ruim. O local é bem bonito e quando estávamos voltando, o Érico foi parando e perguntando se tinha alguém que vendia gengibirra. Achamos uma mulher e compramos. A gengibirra de Macapá, bem diferente da de Curitiba, é uma bebida fermentada a base de cachaça, gengibre e abacaxi. É forte e gostosa.

Voltamos e visitamos o Santuário Nossa Senhora de Fátima e a Catedral Nova. São duas igrejas diferentes arquitetonicamente e bem bonitas, vale a pena visitar. Depois, voltei para o hotel e fiquei lendo.

Eu ia sair hoje com uma amiga da Talitinha, minha anfitriã de Campo Grande, mas o bar que íamos estava fechado. Na verdade, estava só fazendo delivery, então, vamos sair amanhã. Daí, ela me recomendou pedir o X-Tucuju para entrega, um hambúrguer com pão (tostado com manteiga, ponto positivo), carne, queijo, jambu e acompanha tucupi. Um sanduíche bem regional e gostoso. Comi, terminei de ler meu livro e dormi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: