Bonito, 12 de junho de 2018.

Olá!

Hoje acordei bem cedo porque a van ia passar para me pegar às 7h, então fui tomar café às 6h30. Tinha chipa, minha comida preferida do café da manhã no Mato Grosso do Sul. A van estava cheia e a primeira parada foi o buraco das araras. É um buraco em uma propriedade em que ficam várias araras. Você faz uma trilha de 300 metros e chega no primeiro mirante. Dá para ver as araras nas árvores e às vezes uma duplinha sai voando. Tivemos a sorte de ver uma revoada, foi bem bonito. Depois, andamos mais 300 metros e chegamos até o mirante do outro lado. A uns passos de lá, colocaram um cocho com água para as araras e pudemos vê-las mais de perto. Depois de mais uns 300 metros acaba.

De lá, fomos para o lugar que tem flutuação no Rio da Prata. Chegamos lá e ficamos um tempo esperando depois de preencher umas fichas. Daí começou a chover. Então, nos arrumamos (pensa numa roupa apertada) e em vez de fazer a trilha fomos de jardineira até o começo da flutuação.

É bem legal flutuar. Na verdade, você coloca o snorkel e fica deitado olhando os peixes. A correnteza vai levando você e só de vez em quando que precisa dar umas braçadinhas para não bater na margem ou para alcançar o resto do grupo. A gente flutua na nascente do olho d’água na verdade e só os últimos metros que são no rio da Prata (que é mais turvo, gelado e com peixes maiores). Depois de um tempo, saímos do rio, andamos um pouco para desviar da pequena cachoeira e voltamos para o rio. É um passeio bem divertido.

Quando acabamos, trocamos de roupa e fomos almoçar. O almoço está incluso no passeio e a comida era bem gostosa com deliciosas opções vegetarianas e um doce de leite muito bom. Enquanto estávamos comendo, apareceu um papagaio que tentava roubar nossa comida e até subiu no prato de uma das meninas. Depois de satisfeitos, voltamos para a pousada.

Combinei com as moças de Fortaleza de ir jantar na Casa do João. Como hoje é dia dos namorados, teve promoção. Comemos isca de peixe (estava boa), traíra (tinha espinhos, acho que prefiro a do Rancho da Traíra, de São Paulo), arroz, pirão (estava muito bom), farofa de alho, farofa de banana (a de Cuiabá é melhor, na verdade, nenhum lugar ainda ganhou dessa farofa) e batata frita. De sobremesa, vinha um petit gateau (bom, mas nada de extraordinário) e pedimos um sorvete quente (uma das melhores sobremesas do sabático, é um sorvete de uma fruta regional com calda quente de doce de leite e castanhas).

De lá, fomos para casa porque, como choveu, o tempo virou e está bem frio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: