Vitória, 23 de maio de 2018.

Olá!

Hoje finalmente fui visitar o centro de Vitória!! Mas, recebi um email da parte de turismo da prefeitura dizendo que os guias só chegavam nos lugares às 13h. Então, na parte da manhã, fui com a Vanda e uma amiga dela ao shopping. Almocei no KFC porque fazia um tempão que eu não comia lá e frango frito S2.

Depois do almoço, fui para o Palácio Anchieta, que é a sede do governo (fui de uber e o motorista era muito legal. Ele tinha trabalhado como cozinheiro em Longres por vários anos até ser deportado e estava se preparando para ir para a Nova Zelândia). Lá tem visita guiada. É melhor ir de fim de semana porque dá para visitar a parte de cima, onde ficava a casa do governador e tem as salas de jantar, visita, etc. Visitei com os alunos de uma escola e foi bom, aprendi várias curiosidades. Quando os alunos foram embora, o guia me mostrou outras coisas que não tinha dado tempo com a escola.

De lá, fui para a Igreja de São Gonçalo. Lá estava uma menina que era guia pela prefeitura. Ela me falou sobre a igreja, contou que é famosa porque dizem que quem se casa lá tem um matrimônio duradouro e feliz e no final da visita me deu um mapa do centro histórico e um passaporte que carimbam em cada um dos pontos por onde você passa. Ela me indicou ir para a catedral (mas acho que era melhor ter ido ao Convento de São Francisco antes para andar menos, de qualquer jeito, é tudo perto…). Cheguei lá e outra menina me recebeu e falou sobre a catedral. O próximo ponto seria a Capela de Santa Luzia, mas está fechada para reforma, então só passei na frente e fui para o Convento de São Francisco. Lá estava um rapaz que era bem prolixo e essa parte da visita foi meio cansativa, mesmo assim, vale a pena. O convento original não existe mais, só se manteve a fachada original. Também dá para conhecer a Capela de Nossa Senhora das Neves, que fica lá dentro. Daí fui para o Convento do Carmo, onde tinha um senhor paulista falando sobre o local. Depois do convento, o próximo ponto seria o Theatro Carlos Gomes, que está fechado para reforma também, então, fui ao último ponto onde tem visita guiada: a Igreja Nossa Senhora do Rosário. Para chegar lá, você precisa subir uma escadaria e é um lugar meio vazio, aconselho começar por lá e terminar no Palácio do Governo, porque é mais fácil de chamar uber de lá. O menino que estava lá falou sobre a igreja e a festa de São Benedito, e disse que antes a escada era uma reta e ia até o mar e a festa era maior.

Desci as escadas, passei pela frente do Theatro e pela frente do Sesc para dar uma olhada na programação. Só ia ter uns documentários, então, decidi ir embora. Tem uma pracinha na frente e um cartório, entrei lá para ficar esperando o uber e vim para casa (olha que coincidência, o motorista também trabalhou como cozinheiro e estava se preparando para ir para a Alemanha). À noite, não fiz nada, só fiquei vendo tv. Essa minha estadia em Vitória está bem em ritmo de férias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: