Florianópolis, 05 de janeiro de 2018.

Olá!

Estou hospedada em um airbnb, como já falei, né? A Rosana, que é a mãe da família, tinha me falado que ia à praia comigo ontem, mas não deu certo, então combinamos de ir hoje de manhã. Achei que íamos aqui perto (a casa fica a um quarteirão e meio da praia), mas ela me levou na Praia da Lagoinha, muito linda!

Durante o caminho, descobri que geralmente a areia não é uma faixa estreita aqui, só que esse ano deu ressaca no mar e a maré está alta. Fomos conversando sobre várias coisas que me fizeram refletir. Ela é bem católica e falou muito de Deus, que é um aspecto que preciso retomar na minha jornada.

Chegamos lá sem tanto trânsito, mas foi bem difícil de achar um lugar para estacionar. Conseguimos uma vaga e fomos para a praia. Apesar de estar em Floripa há dois anos, a Rosana não vai muito à praia e foi ótimo termos ido. Ela gostou tanto que me convidou para ir amanhã de novo (isso porque amanhã preciso mudar de casa já, como passa rápido…).

Voltamos para casa, tomei um banho bem bom e assisti a um episódio de Black Mirror. Depois dei uma cochilada de uma hora. Quando acordei, fui tomar um café num lugar bonitinho aqui perto. É de um senhor e ele estava conversando com outro senhor que me perguntou se eu era nordestina e disse que não tenho sotaque paulista (primeira pessoa ever a dizer isso). Fiquei tão impressionada e devo ter tido uma reação tão estranha que depois ele me pediu desculpas… hahaha… não achei ruim ele ter me perguntado se sou nordestina, só é muito, muito atípico.

Voltei para casa e finalmente trabalhei um pouco. Um pouco, porque à noite fui ao Floripa Beer Festival com a Daya, que é minha anfitriã do airbnb \o/

Estava organizado e não muito cheio. Era bom porque vendiam 100 ou 300 ml, assim dava para experimentar mais cervejas. O preço era ok, entre 4 e 7 reais o copo de 100 ml. A que achei mais diferente foi a weiss maturada com grãos de café (quando terminar o sabático, quero tentar fazer). Uma coisa ruim é que você tinha que carregar um cartão pré-pago para usar nas barraquinhas e eles não devolviam o dinheiro que sobrasse, então precisava gastar tudo. Daí comprei créditos, mas descobri que no restaurante tinha que pagar com cartão normal. Resultado: voltei para casa com duas garrafas de cerveja.

Foi legal também porque encontrei a Nati Zen, minha amiga de São Paulo, com o Rodrigo, irmão dela que eu não via há uns 10 anos, e a Mayumi, esposa dele que conheci hoje. É divertido encontrar pessoas no meu sabático, fico feliz quando isso acontece.

E foi isso. Agora preciso dormir para acordar cedo amanhã e ir pra praia e depois preciso fazer as malas (pior parte…).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: