Natal, 17 de março de 2018.

Olá!

Hoje foi o dia do meu segundo passeio em Natal. Por isso, acordei cedo, às 6h30 porque a van veio me buscar às 7h30. O passeio era Maracajau + Punau. Em Maracajau tem os Parrachos, que são as piscinas naturais. A diferença de lá com outros passeios que já fiz para piscinas naturais é a profundidade. Hoje a maré estava 0.3 e eu não dei pé em nenhum ponto da piscina (daria se pisasse nos corais, mas isso é proibido, obviamente; aliás, também é proibido passar protetor solar a partir do momento em que você entra no catamarã, que pode levar no máximo nove pessoas. No caminho, eles vão explicando as regras, tipo não pisar nos corais.

Chegamos lá e pudemos nadar. Eles têm espaguetes e uma boia que amarra na cintura para quem não sabe nadar. Também tem mergulho com cilindro, mas não fiz dessa vez porque é caro e como já fiz em Maragogi, acho que foi suficiente ter máscara e snorkel. Foi bom ficar lá, tinham os peixinhos e foi divertido. Adoro essas piscinas naturais!!

Voltamos para a praia e almocei com umas meninas do Rio de Janeiro. As duas que conheci em São Paulo também fizeram o passeio de Maracajau, mas acho que fizeram um diferente porque não nos encontramos. Maracajau dá para fazer o passeio no parque aquático (as meninas do Rio foram para lá em vez de fazer o mergulho e acharam bem legal), ou o passeio do mergulho e praia, ou aparentemente de uma pousada (que foi o que a Dora e a Cida fizeram). Então, fiz novas amigas, o que é ótimo porque você meio que precisa dividir a comida com alguém porque vem muita e fica mais barato dividir.

Depois do almoço, fomos de buggy para Punau. Minha primeira experiência de buggy. Foi legal. Dividi com as meninas do Rio e deu R$ 45,00. Aliás, acho que Natal está sendo a cidade em que mais estou gastando com passeios. Ainda bem que economizei em Jampa.

Chegamos numa fazenda que tinha um rio, ficamos bem pouco e voltamos para a praia. Lá a van nos pegou e voltamos para casa. Tomei banho, descansei um pouco vendo Breaking Bad e combinei de sair com as minhas novas amigas. Fomos jantar no Camarões Restaurante. Foi ótimo ir com elas porque os pratos são bem-servidos. Um prato de camarão com catupiry deu para nós quatro, mas também tínhamos pedido um pastel cada uma, ou seja, uma entrada mais um prato serve quatro pessoas. O pastel de lá é melhor que o do Nau, a massa é mais fina, mas ainda prefiro o de Aracaju (talvez eu tenha uma lembrança muito boa dele e precise comer de novo para ver se realmente era tão bom assim). A comida era gostosa e a conta deu um pouco mais de 50 reais. Valeu a pena.

De lá, fomos para o Rastapé, que é um lugar de forró daqui de Natal. Foi até que legal, a primeira banda era boa, mas não gostei da segunda e fomos embora pouco antes das 2h.  Os homens tiram pouco para dançar e o forró daqui é diferente do de São Paulo, tem menos giros (vi bem poucas pessoas fazendo os passos que aprendi na minha aula…). Voltei para casa e ainda antes de dormir, vi mais um episódio de Breakind Bad (estou meio viciada…).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: