Natal, 17 de março de 2018.

Olá!

Hoje foi o dia do meu segundo passeio em Natal. Por isso, acordei cedo, às 6h30 porque a van veio me buscar às 7h30. O passeio era Maracajau + Punau. Em Maracajau tem os Parrachos, que são as piscinas naturais. A diferença de lá com outros passeios que já fiz para piscinas naturais é a profundidade. Hoje a maré estava 0.3 e eu não dei pé em nenhum ponto da piscina (daria se pisasse nos corais, mas isso é proibido, obviamente; aliás, também é proibido passar protetor solar a partir do momento em que você entra no catamarã, que pode levar no máximo nove pessoas. No caminho, eles vão explicando as regras, tipo não pisar nos corais.

Chegamos lá e pudemos nadar. Eles têm espaguetes e uma boia que amarra na cintura para quem não sabe nadar. Também tem mergulho com cilindro, mas não fiz dessa vez porque é caro e como já fiz em Maragogi, acho que foi suficiente ter máscara e snorkel. Foi bom ficar lá, tinham os peixinhos e foi divertido. Adoro essas piscinas naturais!!

Voltamos para a praia e almocei com umas meninas do Rio de Janeiro. As duas que conheci em São Paulo também fizeram o passeio de Maracajau, mas acho que fizeram um diferente porque não nos encontramos. Maracajau dá para fazer o passeio no parque aquático (as meninas do Rio foram para lá em vez de fazer o mergulho e acharam bem legal), ou o passeio do mergulho e praia, ou aparentemente de uma pousada (que foi o que a Dora e a Cida fizeram). Então, fiz novas amigas, o que é ótimo porque você meio que precisa dividir a comida com alguém porque vem muita e fica mais barato dividir.

Depois do almoço, fomos de buggy para Punau. Minha primeira experiência de buggy. Foi legal. Dividi com as meninas do Rio e deu R$ 45,00. Aliás, acho que Natal está sendo a cidade em que mais estou gastando com passeios. Ainda bem que economizei em Jampa.

Chegamos numa fazenda que tinha um rio, ficamos bem pouco e voltamos para a praia. Lá a van nos pegou e voltamos para casa. Tomei banho, descansei um pouco vendo Breaking Bad e combinei de sair com as minhas novas amigas. Fomos jantar no Camarões Restaurante. Foi ótimo ir com elas porque os pratos são bem-servidos. Um prato de camarão com catupiry deu para nós quatro, mas também tínhamos pedido um pastel cada uma, ou seja, uma entrada mais um prato serve quatro pessoas. O pastel de lá é melhor que o do Nau, a massa é mais fina, mas ainda prefiro o de Aracaju (talvez eu tenha uma lembrança muito boa dele e precise comer de novo para ver se realmente era tão bom assim). A comida era gostosa e a conta deu um pouco mais de 50 reais. Valeu a pena.

De lá, fomos para o Rastapé, que é um lugar de forró daqui de Natal. Foi até que legal, a primeira banda era boa, mas não gostei da segunda e fomos embora pouco antes das 2h.  Os homens tiram pouco para dançar e o forró daqui é diferente do de São Paulo, tem menos giros (vi bem poucas pessoas fazendo os passos que aprendi na minha aula…). Voltei para casa e ainda antes de dormir, vi mais um episódio de Breakind Bad (estou meio viciada…).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: